Just take my dreams, then you suck my soul.

Tick, tick, tick, tick…É incrível como o tempo passa rápido. E depois de certo tempo parece passar mais rápido ainda. Ontem vira ano passado, ano passado vira 5 anos atrás e assim por diante. Vamos envelhecendo e guardando memórias, as vezes não tão boas. Mas elas ficam ali, guardadinhas esperando um gatilho pra nos mostrar o quão idiota ou espertos fomos um dia. É legal lembrar o quanto éramos bobos e que questões que pareciam insolúveis hoje em dia parecem tão bobas. É legal também notar o quanto mudamos a cada dia que passa. O quanto nossos gostos e opiniões mudam. E nem é preciso de muito tempo pra ver isso. A um ano atrás eu via a vida de maneira completamente diferente do que eu vejo hoje. E é incrível o quanto isso nos afeta como pessoas.Eu quando mais novo, uns 10 anos de idade, naquelas brincadeirinhas de ”com quantos anos vai se casar, com quem, como vai ser…” eu me via completamente diferente do que estou hoje. Em termos isso é bom, em outros não. Eu imaginava que com 22 ou 23 anos, estivesse casado com uma amiguinha que fui apaixonado desde o Jardim de Infância, já teríamos dois filhos, um carro, e estaria morando em uma casa próximo a praia. No entanto a realidade é bem diferente. Eu perdi o contato com essa amiga, hoje em dia quase não nos falamos. Nos vemos nos ônibus e as vezes nem ”oi” nos damos ao luxo de trocar. Estou solteiro, aceitei (finalmente) que sou homossexual, não tenho um carro e muito menos moro próximo a praia. Penso até em casamento, e filhos. Porém parece que é uma ideia ainda distante. Sinto como se ainda fosse um jovem de 16 anos com toda a vida pela frente e um mundo a desbravar. Apesar de já ser adulto e ter que tomar decisões sérias e concretas para garantir um futuro estável. A 5 anos atrás, eu pensava que ser jovem era ficar por aí atoa, encher a cara com os amigos, e pegar geral numa balada. Uma pessoa com 22 anos parecia ser tão adulta quanto um monge tibetano centenário. Hoje em dia acho isso tudo tão fútil que chega beirar ao ridículo. Vejo que ser jovem é mais que tudo isso. E que atitudes que eu achava ser super legal na época hoje em dia só te fazem parecer um idiota. Não que eu me envergonhe, mas vejo que eram coisas que não levam ninguém pra frente. Hoje em dia penso em ter uma vida estável e calma, ao lado de alguém que de certa forma me cative e que me transmita segurança e me faça sentir bem a seu lado. Expandi meus horizontes em relação a muitas coisas. E entendo a vida de outra maneira. Ser jovem não é ser idiota. Ser jovem é você se encontrar de frente a determinadas situações e pensar ”no que isso me afetará mais a frente, será que isso vai ser realmente algo bom pra mim ou vai ser só perda de tempo”. Ser jovem é saber escolher o caminho certo e que vá te levar a caminhos que você olhe pra trás e se orgulhe de ter tomado a decisão correta e ter escolhido o lado certo. Por mais que isso exija você abrir mão de certos caprichos. Enfim, são só pensamentos aleatórios que passavam por minha cabeça essa manhã e que eu queria expor. Sei que quase ninguém vai ler isso ou dar bola pro que aqui tá escrito. Mas se alguém ler isso até aqui pense, você está sendo jovem ou você está sendo um idiota? Está tomando as atitudes corretas? Sua vida daqui a cinco anos anos vai ser uma vida de que você se orgulhe ou vai ser uma vida de arrependimentos e escolhas erradas? Pense nisso. O tempo está passando.

Tick, tick, tick, tick…

É incrível como o tempo passa rápido. E depois de certo tempo parece passar mais rápido ainda. Ontem vira ano passado, ano passado vira 5 anos atrás e assim por diante. Vamos envelhecendo e guardando memórias, as vezes não tão boas. Mas elas ficam ali, guardadinhas esperando um gatilho pra nos mostrar o quão idiota ou espertos fomos um dia. É legal lembrar o quanto éramos bobos e que questões que pareciam insolúveis hoje em dia parecem tão bobas. 
É legal também notar o quanto mudamos a cada dia que passa. O quanto nossos gostos e opiniões mudam. E nem é preciso de muito tempo pra ver isso. A um ano atrás eu via a vida de maneira completamente diferente do que eu vejo hoje. E é incrível o quanto isso nos afeta como pessoas.
Eu quando mais novo, uns 10 anos de idade, naquelas brincadeirinhas de ”com quantos anos vai se casar, com quem, como vai ser…” eu me via completamente diferente do que estou hoje. Em termos isso é bom, em outros não. 
Eu imaginava que com 22 ou 23 anos, estivesse casado com uma amiguinha que fui apaixonado desde o Jardim de Infância, já teríamos dois filhos, um carro, e estaria morando em uma casa próximo a praia. No entanto a realidade é bem diferente. Eu perdi o contato com essa amiga, hoje em dia quase não nos falamos. Nos vemos nos ônibus e as vezes nem ”oi” nos damos ao luxo de trocar. Estou solteiro, aceitei (finalmente) que sou homossexual, não tenho um carro e muito menos moro próximo a praia. Penso até em casamento, e filhos. Porém parece que é uma ideia ainda distante. Sinto como se ainda fosse um jovem de 16 anos com toda a vida pela frente e um mundo a desbravar. Apesar de já ser adulto e ter que tomar decisões sérias e concretas para garantir um futuro estável. A 5 anos atrás, eu pensava que ser jovem era ficar por aí atoa, encher a cara com os amigos, e pegar geral numa balada. Uma pessoa com 22 anos parecia ser tão adulta quanto um monge tibetano centenário. Hoje em dia acho isso tudo tão fútil que chega beirar ao ridículo. Vejo que ser jovem é mais que tudo isso. E que atitudes que eu achava ser super legal na época hoje em dia só te fazem parecer um idiota. Não que eu me envergonhe, mas vejo que eram coisas que não levam ninguém pra frente. Hoje em dia penso em ter uma vida estável e calma, ao lado de alguém que de certa forma me cative e que me transmita segurança e me faça sentir bem a seu lado. Expandi meus horizontes em relação a muitas coisas. E entendo a vida de outra maneira. Ser jovem não é ser idiota. Ser jovem é você se encontrar de frente a determinadas situações e pensar ”no que isso me afetará mais a frente, será que isso vai ser realmente algo bom pra mim ou vai ser só perda de tempo”. Ser jovem é saber escolher o caminho certo e que vá te levar a caminhos que você olhe pra trás e se orgulhe de ter tomado a decisão correta e ter escolhido o lado certo. Por mais que isso exija você abrir mão de certos caprichos. Enfim, são só pensamentos aleatórios que passavam por minha cabeça essa manhã e que eu queria expor. Sei que quase ninguém vai ler isso ou dar bola pro que aqui tá escrito. Mas se alguém ler isso até aqui pense, você está sendo jovem ou você está sendo um idiota? Está tomando as atitudes corretas? Sua vida daqui a cinco anos anos vai ser uma vida de que você se orgulhe ou vai ser uma vida de arrependimentos e escolhas erradas? Pense nisso. O tempo está passando.

dotleaks:

First leaked look at Lady Gaga ‘Applause’ Prologue titled ‘Dopplegaga’

Shot by Inez + Vinoodh

Me & my baby.♥

Me & my baby.♥

Been tryin’ hard not to get into trouble, but I I’ve got a war in my mind…

Been tryin’ hard not to get into troublebut I I’ve got a war in my mind…